Notícias Segurança Interna 01

Anuncie aqui

Tudo que você precisa saber sobre alarmes monitorados

Garantir a segurança e o bem-estar da família é o objetivo de qualquer pessoa. Em pleno século XXI temos o amparo da tecnologia para trazer mais tranquilidade ao nosso dia a dia. Por conta disso, conhecer as melhores tecnologias de segurança, como um sistema de alarmes monitorados, é essencial.

Muitos síndicos e condôminos anseiam por mais segurança, isto torna valioso dedicar alguns minutinhos para você analisar se vale a pena investir em alarmes monitorados. Continue lendo para saber mais sobre o assunto!

Como funcionam os alarmes monitorados?

Trata-se de um sistema formado a partir de um painel de controle, sensores de identificação e de movimentos, canais de comunicação, sirenes e uma boa equipe de monitoramento.

O sistema traz monitoramento especializado 24 horas por dia, ao contrário dos alarmes eletrônicos, os quais ao serem acionados em um condomínio dependem da verificação de um síndico, porteiro ou morador.

O alarme monitorado conta com uma equipe à distância que interpreta os sinais dos sensores para tomar todas as medidas de segurança necessárias.

Como funciona a transmissão de dados?

Diversos meios de comunicação são usados para a transmissão de dados entre o painel de controle local e a central de monitoramento remoto, são eles:

Linha Convencional Analógica

Neste caso, a transmissão acontece através dos fios telefônicos convencionais conectados a uma rede pública de telefonia que possua boa qualidade de transmissão, além de instalação fácil.

Linha Voip

A Linha Voip funciona através do sistema de internet banda larga, mas alguns modelos de alarmes não se adaptam bem a esta forma de comunicação.

Transmissão por TCP/IP via internet

Através de um roteador, este sistema é para quem já possui o serviço voip. Trata-se de um aparelho que converte os sinais dos sensores do alarme em dados e os envia através da internet.

A única ressalva para este meio de comunicação é com relação aos problemas de falta de energia. Quando isso acontece, tanto o equipamento como a própria comunicação voip não funcionam.

Sistema de transmissão de rádio unidirecional transmissor/receptor

O sistema via rádio funciona através de um rádio transmissor. Ele tem a grande vantagem de poder ser conectado com a central telefônica. Desta forma, o sistema via rádio notifica a central de monitoramento, caso a transmissão convencional analógica deixe de funcionar por qualquer motivo.

Uma vantagem desse tipo de transmissão é ser capaz de funcionar mesmo com falta de energia por algum tempo.

Rede de dados via Celular IP GSM/GPRS

Trata-se de um meio de comunicação de alta qualidade e eficiência que transmite dados através da rede de telefonia celular.

Assim como o serviço via rádio, este sistema continua funcionando por algum tempo após a queda de energia e dificilmente será sabotado. Porém, vale observar que os serviços de telefonia celular nem sempre são bons no Brasil.

Sistema de transmissão de rádio bidirecional por tecnologia de rede MESH

Para provar que este meio de comunicação é muito bom basta mencionar que é utilizado militarmente pelos Estados Unidos, com o objetivo de garantir a segurança de consulados ou agências governamentais.

Neste caso, várias centrais de transmissão funcionam como repetidoras. Cada central repassa dados para a central mais próxima, para que a mensagem chegue com segurança ao seu destino.

No entanto, este meio de comunicação requer a instalação de muitas centrais estrategicamente posicionadas, cobrindo todo o território pelo qual os dados precisam viajar, o que por sua vez torna o serviço bastante caro.

Por que segurança em condomínios é tão importante?

Em julho de 2015, o site Sindiconet noticiou um assalto em apartamento de condomínio de luxo, com alto padrão de segurança interna. Na ocasião, um condômino teve R$120.000,00 em joias roubadas, mesmo com câmeras de vigilância, além do serviço de um porteiro e dois seguranças no prédio.

O assalto assustou toda a família e o morador decidiu contratar seguranças particulares para ter mais proteção. Neste caso até um sistema de portaria remota poderia ter sido mais útil.

Softwares especializados para condomínios tornam o processo administrativo mais eficiente, rápido e seguro. Também é muito importante estar bem informado, conhecendo os erros comuns que são cometidos em relação a segurança de condomínios.

 

Fonte: Condlink


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *