Notícias Áreas home 01

Anuncie aqui

Aumento da Covid-19 traz de volta os conflitos nos condomínios

Publicado em: 14 de fevereiro de 2022

Síndicos investem na comunicação sobre regras de conduta

 

Aumento da Covid-19 traz de volta os conflitos nos condomínios

 

Um cenário que vem tirando a tranquilidade dos síndicos é o aumento das contaminações por Covid-19 e também por gripe, após as festas de fim de ano e com a chegada da variante Ômicron. O síndico Danilo Jorge Ferreira Siqueira conta que sente falta de um decreto que exija a volta do uso de máscaras em áreas livres. A saída, segundo ele, foi recorrer ao bom senso dos moradores. “Pedimos que voltassem a usar a proteção. Já com os funcionários mantivemos todas as restrições”, explica Siqueira.
De acordo com o gerente geral de Condomínios da Apsa, Edgar Poschetzky, os síndicos voltaram a pedir o uso da máscara em todos os ambientes comuns dos prédios, o distanciamento de 1,5 metros, principalmente na piscina onde as pessoas ficam sem máscara, e a aplicação constante de álcool gel. Ele afirma ainda que alguns moradores resistiram, mas em geral as recomendações estão sendo seguidas. “Sempre há pessoas que tentam circular sem máscara, algumas porque já se contaminaram, e acham que não terão reinfecção, outros porque acham que as crianças não transmitem, por ter carga viral mais baixa, enfim, há até mesmo pessoas que descem com filhos positivados porque acham que não estão mais transmitindo quando a febre passa”, diz.
O especialista complementa que o momento é de cautela, bom senso e responsabilidade coletiva, pois ele ressalta que se para um a Covid-19 é leve, para outros, mesmo vacinados, como idosos, obesos e pessoas do grupo de risco, pode não ser. “Então, os síndicos podem até voltar a usar a multa como meio de inibir tentativas de burlar regras nos espaços fechados. Infelizmente algumas pessoas somente mudam o comportamento quando sofrem impacto no bolso”, observa Poschetzky.
As regras de convivência para os condomínios em tempos de Covid-19 já são conhecidas, mas vale sempre reforçar. Confira:
  •  Disponibilizar álcool em gel nas áreas comuns.- Marcar o piso para assegurar o distanciamento;
  • Limitar o uso do elevador para apenas uma família por vez;
  • Exigir, fiscalizar e multar para garantir o uso correto da máscara em áreas comuns, sobretudo nos espaços cobertos;
  • Intensificar a higienização dos condomínios;
  • Cobrar e fiscalizar para que os funcionários estejam se protegendo com o uso da máscara e álcool em gel;
  • Voltar a reduzir o número de usuários nas áreas comuns a fim de garantir maior distanciamento.

 

 

Fonte: O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *