Notícias Manutenção Interna

Anuncie aqui

Como controlar a manutenção do seu condomínio

Publicado em: 2 de março de 2022

Neste artigo vamos te ensinar como controlar a manutenção do seu condomínio através de organização e planejamento!
Como controlar a manutenção do seu condomínio
Como controlar a manutenção do seu condomínio

A preservação do local onde moramos é premissa básica para garantir a segurança e conforto do espaço. Em um condomínio não é diferente, sendo até mesmo obrigatório.

O síndico é o responsável por organizar a manutenção predial preventiva e deve sempre estar de olho caso haja a necessidade de algum melhoramento pontual. Já os moradores devem conservar os espaços comuns, evitando gastos desnecessários.

Continue a leitura para saber como controlar a manutenção de seu condomínio!

Tipos de manutenção de condomínio

A manutenção de um condomínio envolve todas as tarefas necessárias para garantir a segurança do local e o bom funcionamento de todos os equipamentos, estruturas e sistemas utilizados.

Quando realizada corretamente, promove o bem estar dos moradores e funcionários e valoriza o patrimônio. Existem 3 tipos de manutenção condominial:

  • Preditiva: Esse tipo de manutenção é realizada a partir de um acompanhamento constante de certo equipamento, um com base na análise e monitoramento de dados; 
  • Preventiva: Como o próprio nome diz, essa manutenção evita problemas futuros maiores. 

    Geralmente é feita em intervalos predefinidos e tem o intuito de evitar a degradação do prédio, assegurar o bom desempenho das instalações do condomínio, garantir a segurança e evitar gastos com correções.O que deve estar incluso na manutenção preventiva são sistemas, equipamentos e estruturas e instalações, como: escadas; elevadores; portões; instalações elétricas, hidráulicas e de gás; telhados; bombas; calhas; pinturas externas; sistemas de combate a incêndio; para raios;

  • Preditiva: Esse tipo de manutenção é realizada a partir de um acompanhamento constante de certo equipamento, um com base na análise e monitoramento de dados; 
  • Corretiva: É a manutenção mais comum devido a falta de planejamento dos síndicos e visa corrigir um problema que já existe. Com a preventiva, esse tipo não deixará de acontecer, mas será bem menos frequente.
Por que fazer um plano de manutenção para seu condomínio?

Como qualquer coisa na vida, os prédios também podem enfraquecer caso não cuidemos, ficando com funções obsoletas e depreciando seu valor.

Assim, podemos citar muitos motivos para fazer um plano de manutenção para seu condomínio, indo desde justificativas óbvias até argumentos legais.

De acordo com o artigo 1348 do Código Civil, por exemplo, dentre as funções do síndico está justamente:

V – diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores.

Caso o síndico não cumpra essa demanda, nenhuma penalidade será dada, mas se algum acidente acontecer devido a falta de manutenção, ele será responsabilizado civil e criminalmente por todos os prejuízos.

Além disso, quando é realizado um plano de manutenção, o condomínio também passa a atender a norma ABNT NBR 5674/2012 – Manutenção de edificações — Requisitos para o sistema de gestão de manutenção.

Portanto, prezar pela conservação do condomínio evita grandes problemas futuros e ainda ajuda a valorizar o local.

Como criar um plano de manutenção para seu condomínio?

Agora, finalmente vamos para a parte mais prática, a criação de um plano de manutenção preventiva para seu condomínio que será bem detalhado, permitindo identificar, com antecedência, indícios de possíveis problemas e soluções para o mesmo.

Para realizar esse plano, deve-se:

  • Analisar o estado atual dos equipamentos e instalações e identificar quando foram realizadas as últimas manutenções preventivas e corretivas;
  • Determinar Instruções de trabalho, definindo o passo a passo a ser seguido para a realização da manutenção preventiva e para a solicitação de correções;
  • Criar um calendário de manutenção com a periodicidade em que serão realizadas as manutenções preventivas;
  • Organizar um banco de dados com um histórico de ocorrências, para acompanhar o desempenho dos equipamentos e das instalações.

Tudo isso fica mais fácil se seu condomínio possuir uma ferramenta de gestão em que seja possível colocar todo seu plano em um sistema, com calendário e alerta de datas importantes, organização de documentos e dados, etc.

É isso que o aplicativo Condomínio Prático te oferece! Um sistema que auxilia o síndico, moradores, zeladores e funcionários com as mais diversas necessidades do dia a dia de um condomínio.
A manutenção é só uma das tarefas em que o Condomínio Prático pode te auxiliar. Outras funções do aplicativo que podemos citar são:
  • Cadastro e gestão de funcionários e fornecedores;
  • Controle dos visitantes;
  • Registro de ocorrências;
  • Acesso às câmeras de segurança;
  • Controle de estoque;
  • Comunicação entre moradores e síndico.

 

 

Fonte: Condomínio Prático


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *