Notícias Segurança Interna 01

Anuncie aqui

Como evitar pequenos furtos em condomínios verticais?

Confira dicas de segurança para prevenir este tipo de crime

Como evitar pequenos furtos em condomínios verticais?

Enquanto 5% das chances de furtos, em relação à segurança patrimonial, dependem da reação, outros 5% dependem do acaso e 90% das medidas preventivas que tomarmos. Sendo assim, nossos maiores esforços devem se concentrar em prevenção, que chamamos no meio policial de prevenção situacional.

Em rápidas palavras, podemos conceituar a prevenção chamada de “situacional”, naquela que utiliza elementos (Vigilância Humana, Vigilância eletrônica e comportamento positivo do condômino) para reduzir as oportunidades para que o delito ocorra.

A oportunidade pode ser considerada a principal causa de pequenos furtos.

Para praticar um crime, os marginais analisam a oportunidade, levando em conta, de forma rápida, três fatores: esforço, compensação e risco. Sabemos que em edifícios residenciais a maior parte destes furtos de bicicletas, por exemplo, se dá por três espaços de intrusão:

  1. Muros;
  2. Porta de garagem;
  3. Porta de acesso a pé.
Por isso, para dificultarmos a oportunidade para furtos, devemos seguir as seguintes regras básicas:
  1.  Reduza a possibilidade de intrusão por muros através da colocação de dispositivos de sensores de barreiras. São baratos e eficientes;
  2. Para evitar a intrusão por portões de garagem, instale sensores magnéticos e sistema de travas nestes portões, além, é claro, de instalar um sistema de alarmes com sensores de presença no interior de sua garagem, a fim de detectar a presença de intrusos;
  3. Nos acessos a pé deve-se trabalhar com sistemas parecidos, mas, principalmente, deve haver a participação dos moradores para não darem acesso ao seu condomínio para pessoas que não conhecem, mesmo que pareçam ser pessoas de bem ou se digam moradores do condomínio.

Treine sua mente para estas três regras básicas e você estará ajudando a reduzir, em muito, os riscos patrimoniais de seu condomínio.

 

 

Fonte: Engeplus


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *