Notícias Segurança Interna 01

Anuncie aqui

Como tornar mais seguro o controle de acesso de visitantes no condomínio

Publicado em: 10 de Maio de 2021

Como é feito o controle de acesso de visitantes no seu condomínio? Há uma guarita com porteiro ou é feito uso de alguma tecnologia específica?

 

Como tornar mais seguro o controle de acesso de visitantes no condomínio

 

Seja qual for a solução adotada, o fato é que o controle de acesso de visitantes é, acima de tudo, uma questão de segurança nos condomínios e, como tal, merece atenção por parte da administração. Afinal, está em jogo a integridade dos moradores, dos funcionários e do próprio patrimônio coletivo.

A entrada e a saída de pessoas e veículos do condomínio é um momento crítico, especialmente em grandes centros urbanos, onde o número de roubos e furtos segue elevado. E, nesse contexto, o controle de acesso de visitantes é ainda mais importante, uma vez que envolve a presença de pessoas estranhas no condomínio.

Neste post, veja a importância do controle de acesso de visitantes, saiba como deve ser o processo para liberar a entrada e quais soluções você tem à sua disposição para torná-lo mais eficiente e seguro. Acompanhe!

Qual é a importância de um controle de acesso de visitantes bem feito?

Você já parou para pensar quantas pessoas – moradores, funcionários, visitantes, prestadores de serviço e entregadores – circulam pelo condomínio todos os dias? As situações de potencial risco para a segurança do condomínio são diversas e, quanto maior for o edifício, mais exposto ele está. E basta uma única pessoa indesejada passar pela portaria para causar problemas.

Por isso, contar com um sistema de controle de acesso de visitantes é essencial para reduzir esses riscos e trazer benefícios como:
  • Bloquear a entrada de ex-funcionários;
  • Evitar o acesso de visitantes ao condomínio sem que eles tenham sido devidamente identificados na portaria;
  • Identificar e organizar a quantidade de pessoas nas áreas comuns;
  • Manter registro e controlar o horário de entrada e saída dos visitantes, prestadores de serviço e entregadores;
  • Reduzir o risco de assaltos, roubos e furtos.
Como fazer o controle de acesso de visitantes com segurança?

Seja qual for o método utilizado pelo seu condomínio para controle da entrada de visitantes, é imprescindível adotar um procedimento padrão e segui-lo à risca, mesmo que isso possa gerar resistência de alguns moradores.

Quando falamos do controle de acesso de visitantes, ele é geralmente dividido em quatro etapas:
  • Identificação: no primeiro contato do visitante, ele deve fornecer nome, sobrenome, objetivo da visita e a unidade ou área de lazer do condomínio a que pretende ir. Importante que isso seja feito a distância, pelo interfone, sem que ele tenha acesso ao condomínio.
  • Confirmação: deve-se entrar em contato com a unidade informada e confirmar se o morador está, de fato, esperando visitas e se ele libera o acesso.
  • Liberação: reconhecido pelo morador, o acesso do visitante ao condomínio pode ser liberado. Porém, se o condômino não permitir a entrada, esta deve ser barrada, sem exceções. Em caso de insistência, deve-se orientar o visitante a entrar em contato com o morador por conta própria.
  • Registro: além das informações passadas pelo visitante, deve-se manter um registro da unidade visitada, do horário de entrada e de saída. Caso o acesso seja feito pela garagem, deve-se registrar modelo, cor e placa do veículo, além da vaga de visitante que será ocupada.
Tecnologias para controle de acesso de visitantes

Atualmente, existem diversas soluções que unem tecnologia aos mais avançados recursos de segurança para garantir que o controle de acesso de visitantes seja feito de maneira segura e eficaz.

A portaria remota é um exemplo. Com essa solução, o controle e monitoramento dos acessos ao condomínio são feitos a distância, 24 horas por dia, por profissionais de empresas de segurança localizados em uma central.

Assim, o condomínio tem a certeza de contar com os mais rígidos e profissionais e métodos para controlar a entrada e saída de moradores, funcionários, prestadores de serviço e visitantes, a pé ou pela garagem.

Outra tecnologia a favor da segurança dos moradores são os módulos de segurança de acesso. Esse tipo de dispositivo permite automatizar portas, dar comandos remotos e detectar arrombamentos.

Além disso, a operação do sistema pode ser feita totalmente online, por meio de armazenamento em nuvem. Da gestão de cadastros ao monitoramento das câmeras de segurança, tudo pode ser feito pela internet a partir de qualquer dispositivo.

Por fim, uma das maiores inovações das tecnologias de controle de acesso é a possibilidade de trocar as chaves por métodos de acesso inteligentes e inovadores, como QR Code.

Por meio de aplicativos para smartphone, os moradores geram códigos específicos para entrar no condomínio e também podem enviar convites para liberar o acesso de visitantes. Tudo por meio de leitores de QR Code instalados nos acessos.

Além de agilizar e personalizar o acesso, esse tipo de solução traz ainda mais segurança, já que cada acesso é registrado no sistema e, em caso de problemas, os usuários contam com a função de pânico.

 

 

Fonte: Kiper

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *