Notícias Dia Interna

Anuncie aqui

Condomínio sustentável: boas práticas geram descontos em água, luz e IPTU

Coleta seletiva, individualização da água e automação da luz são ações realizadas por condôminos; Veja dicas.

 

Quando síndica Elaine Passos implantou uma série de ações sustentáveis e melhorou as contas do condomínio. (Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)

 

Responsabilidade na gestão dos recursos naturais é a principal característica quando o assunto é realizar ações sustentáveis no condomínio. O que nem todo mundo sabe é que a sustentabilidade pode ser uma grande aliada na folha da administração condominial, não só pela economia no uso dos recursos, mas também nas contas de luz, água e IPTU.

Atenta às possibilidades de descontos, a engenheira Elaine Passos implementou uma série de iniciativas quando esteve à frente da administração do condomínio Morada Alto do Imbuí. A economia, que começou com um desconto na conta de energia, graças à coleta seletiva, acabou se espalhando por todos os cantos do condomínio, motivando os outros moradores a entrarem no clima da sustentabilidade. “Já tinha desenvolvido o trabalho de coleta seletiva em empresas onde trabalhei e propus a implantação de uma estação de coleta no condomínio. Com a aprovação, fizemos uma parceria com a Coelba, que nos colocou em contato com a cooperativa, e passamos a ganhar descontos na fatura de energia”, diz.

Além do Vale Energia, Elaine destravou o projeto da individualização da água, que estava engavetado há anos, e também a automação do sistema de iluminação em áreas comuns; as lâmpadas foram substituídas por modelos de LED e o período ativo, com base no sensor de presença, foi reduzido de cinco para um minuto. “No primeiro ano após a aplicação das ações sustentáveis, a tarifa de energia foi reduzida em quase 20%, já o consumo de água, com base nas projeções, caiu quase pela metade”, relata.

Motivados pelo trabalho da administração, condôminos sugeriram a criação de uma horta comunitária, que segue sendo cultivada mesmo com a mudança da gestão. “A mobilização e interesse dos moradores foi muito bacana, gerou uma verdadeira reação em cadeia, que levou síndicos e moradores de outros condomínios virem nos visitar para conhecer e copiar nossas ações”, lembra Elaine.

Filosofia

De olho na economia proporcionada por ações de sustentabilidades e para poupar recursos dos moradores em um futuro próximo, construtoras já disponibilizam empreendimentos comprometidos com o meio ambiente, como o caso dos lançamentos feitos pela OR – Odebrecht Realizações, construtora responsável, entre outros, pelo Hangar Business Park, na Paralela.

O empreendimento de torres empresariais possui diversos sistemas que reduzem os custos dos condôminos, como geração de energia solar, e aproveitamento da luz natural com vidros especiais que aumentam o conforto térmico e reduzem o uso dos aparelhos de ar condicionado. O Hangar oferece, ainda, um sistema de captação de águas das chuvas e uma estação própria de tratamento para reaproveitamento hídrico. “A sustentabilidade vem ganhando força, pois o consumidor reconhece que o valor do investimento retorna em economia”, afirma Daniel Sampaio, gerente comercial da OR.

Coleta Seletiva

A Coelba oferece descontos na conta de energia em troca de resíduos sólidos recicláveis. O benefício é concedido por meio do programa Vale Luz. Para participar, o condomínio deve realizar a separação do material, por conta própria, através de um sistema de coleta seletiva de lixo.

IPTU Mais Barato

A Prefeitura de Salvador concede descontos entre 5% e 10% no valor do IPTU em caso da implantação de sistemas sustentáveis no imóvel. A participação pode ser solicitada  à Sucom, que emite o Certificado de Direito ao Abatimento em parceria com a Secretaria Cidade Sustentável.

Água com responsabilidade

Individualizar a água é a estratégia ideal para condomínios antigos, nos quais a tarifa é rateada entre moradores. De acordo com estudos, a individualização permite uma redução superior a 40% no consumo e a diminuição no bolso do consumidor pode chegar a até 60%. Sistemas de aproveitamento de água da chuva e estações de tratamento para reuso hídrico em sanitários também podem auxiliar na redução do consumo.

Economia de energia

Um dos principais vilões das despesas do condomínio são as altas contas de energia por causa da iluminação em áreas comuns. Uma boa dica é automatizar o sistema de luz com sensores de presença e a redução da iluminação programada de acordo com horário. Além do auxílio no fornecimento para o imóvel, os kits de energia solar ainda podem render descontos no tributo através do IPTU Amarelo.

 

Fonte: Correio 24 horas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *