Notícias Dia Interna

Anuncie aqui

Condomínios de apartamentos: passageiro ou veio para ficar?

A escolha de comprar apartamento novo é, na maior parte das vezes, a decisão para uma vida, visto que grande parte da população não compra mais do que um imóvel. Por isso, é essencial compreender os prós e os contras de cada empreendimento antes de tomar quaisquer decisões a respeito da aquisição do imóvel.

 

 

Os apartamentos, por exemplo, trazem a sensação de segurança, aliada a diversas facilidades; mas morar em casa ainda tem forte relação com a liberdade. Trata-se de uma escolha bastante distinta, que depende principalmente do estilo de vida do morador.

Os condomínios fechados, hoje, ganham muito mais espaço por esse motivo. Ainda mais quando consideramos as grandes cidades, viver em condomínios implica em maior qualidade de vida e, claro, muito próximo de casa. Mas, ainda assim, esse tipo de moradia não é ideal para todos os tipos de famílias ou de pessoas.

Viver em apartamento, assim como qualquer escolha, é uma decisão que possui vantagens e desvantagens. No entanto, mesmo que seja um empreendimento que veio para ficar, é preciso considerar seu modo de vida a fim de analisar se os condomínios são compatíveis.

A qualidade de vida nos condomínios

Como dito anteriormente, a qualidade de vida que se pode ter ao morar em apartamento é a ideia que fez os condomínios se estabilizarem nas grandes cidades. Hoje, inclusive, pode ser visto um processo de verticalização das cidades, justamente pelas facilidades que esse empreendimento pode oferecer.

Ainda assim, é preciso viver sob algumas regras de convivência, como em outros lugares. Isso porque é criada uma comunidade interna — mais complexa à medida que aumentam o número de blocos ou de apartamentos — que necessita de uma administração e um conjunto de normas para garantir tranquilidade.

No entanto, é possível que essas regras passem despercebidas quando se fala em comodidade e lazer. Hoje, é bastante comum ver condomínios completos, com possibilidades de divertimento para todas as idades, além da sensação de segurança comum a todos os empreendimentos verticais.

Quando considerados os condomínios mais luxuosos, por exemplo, é possível ter acesso a serviços VIP, como massagistas, personal trainers, pet shops, feiras livres, diaristas e outros diversos serviços. É como uma pequena cidade no espaço onde se mora! Tudo com acesso facilitado e, em muitos casos, com preço incluso já no pagamento do condomínio.

Isso garante a qualidade de vida tão buscada pela maior parte da população, principalmente nas grandes cidades e, por consequência, faz com que os apartamentos sejam cada vez mais queridinhos entre as pessoas.

A segurança 24h é outro fator que mais atrai novos moradores: guarita protegida, seguranças disponíveis, entrada com digital, portões duplos e câmeras em todos os lugares estratégicos são itens que despertam o interesse pela tranquilidade. Para alguns, claro, é possível considerar a vigilância exagerada, mas isso é consequência dos problemas com segurança, que demandam lugares cada vez mais protegidos.

Condomínios são o futuro?

Mais do que o futuro, os condomínios já fazem parte do presente das grandes — e até pequenas — cidades. Ainda assim, há quem prefira viver em casa, principalmente se considerarmos pessoas com horários incomuns, rotinas diferentes ou mesmo quem não está acostumado a viver sob as regras condominiais.

As casas também estão intimamente ligadas à faixa etária. Na terceira idade, as pessoas ainda são mais tendenciosas a escolher casas, tanto pelo costume de viver nesse tipo de imóvel, quanto pela privacidade e pelo espaço que ela pode oferecer (os condomínios de casa são um meio-termo bastante buscado).

De maneira geral, o que importa é escolher um imóvel de acordo com seu estilo de vida, sempre pensando no custo-benefício e na qualidade do empreendimento. Mas é importante sempre analisar, os condomínios trazem, mais do que moradia, outras facilidades que valem a pena serem consideradas no momento de comprar apartamento.

 

Fonte: GearSeo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *