Conheça o projeto IPTU verde

Se você pretende começar a utilizar o método do tão comentado IPTU Verde, tiraremos algumas das dúvidas sobre o processo de cadastramento e seus benefícios

 

Se você pretende começar a utilizar o método do tão comentado IPTU Verde, tiraremos algumas das dúvidas sobre o processo de cadastramento e seus benefícios.

 

Onde surgiu essa ideia?

Este projeto é uma iniciativa elaborada pela Prefeitura de Salvador. O IPTU Verde é um desconto dado diretamente no seu IPTU, para incentivar diversos tipos de empreendimentos imobiliários utilizarem sustentabilidade em suas construções.

Esses descontos são calculados de acordo com a sua pontuação no Programa de Certificação Sustentável.

Como participar?

Este programa é bem simples de se inscrever. Você precisa observar as iniciativas que constam no Decreto 25.899\2015, e dentro do seu projeto de construção ou reforma, tentar integrar ao máximo as normas exigidas.

Primeiro você precisa dar entrada na SUCOM, Secretaria Municipal de Urbanismo. Seguindo todas as etapas corretamente, a SUCOM junto a Secretaria Cidade Sustentável emitirão o certificado que dará a você o direito ao desconto direto seu no IPTU.

A maioria dos Municípios brasileiros estão incentivando as adoções de medidas de preservação ambiental em imóveis residenciais.

A instalação de sistemas como coberturas vegetais, áreas permeáveis acima do que é exigido por leis locais, placas de energia solar que reduz imensamente o consumo de energia, captação de água de chuva e o plantio de árvores ao redor do terreno, podem gerar descontos de até 100% no seu Imposto Predial e Imposto Territorial Urbano (IPTU).

O IPTU Verde é a maior solução de redução de contas e gastos de energia.

Como funciona o IPTU Verde?

 

 

A pessoa que for construir ou reformar seu imóvel, deverá fazer suas mudanças de acordo com as normas de implantação de sistemas ambientais. Suas construções deverão ser praticamente 100% feitas em cima de recursos e sistemas de tecnologia auto sustentáveis através da natureza.

Essas adaptações são muito eficientes e estão desde a reutilização da água e tratamento de resíduos até a geração de energia própria e reciclagens diversas.

Aproximadamente 40% de CO2 no mundo vem das casas e edifícios espalhados pelas cidades. As construções no Brasil por exemplo, consomem 44% da energia, 22% em usos residenciais, 14% no comercial e 8% nos prédios públicos e comerciais.

 

Regras básicas de como se tornar auto sustentável

Ser sustentável é muito simples. Você deve aproveitar tudo que o mundo lhe dá sem prejudicar as futuras gerações.

Existem diversas formas e equipamentos para uma excelente melhoria no seu ambiente seja ele na sua casa ou até mesmo no seu trabalho.

Comece a fazer mudanças em sua vida e aderir algumas dicas de como ser auto sustentável.

 

Economizando sua energia
Economia Verde

A economia verde é literalmente calculada em cima da ciência das plantas.

Você pode criar telhados verdes, que podem ser projetados com diversos tipos de grama ou qualquer outro tipo de plantação baixa. Este sistema absorve a radiação do sol e reduz os seus raios solares resultando em um clima muito mais agradável e puro.

Este recurso, como tem alta capacidade de isolamento térmico, auxilia muito no consumo de luz em épocas de calor, pois gera um clima fresco e agradável com temperaturas baixas dentro dos ambientes.

Além disso, facilita no baixo consumo de energia devido a diminuição do uso de ar condicionado em situações que o aumento das tarifas são fortes devido a quantidade de horas que estes aparelhos são utilizados em épocas de temperaturas altas.

 

Economia Tecnológica

Um grande avanço tecnológico foi a criação de lâmpadas Led.

A substituição das lâmpadas tradicionais diminuem até 80% no seu consumo de energia.
– OS Leds são feitos de um material semicondutor. Quando seu sistema recebe a corrente elétrica, os elétrons do semicondutor ganham vida e começam a liberar energia em forma de luz.
– Os Leds, por não conterem materiais pesados em sua composição estrutural, tem um tempo de vida muito maior do que as lâmpadas convencionais incandescentes (amarelas) e fluorescentes (brancas).
– Seu benefício vem através das suas futuras contas após aderir as lâmpadas led. Os valores de mercado ainda são altos mas a garantia de uma queda enorme nos valores de consumo é exata.
– Sua vida útil chega a 40 mil vezes a mais do que as outras!

 

Economia através do Sol

O uso de Placas Solares é uma das mais conhecidas formas de se obter energia 100% renovável é 100% captada pela natureza.

Você irá utilizar um equipamento criado através de placas de cristais controladores de de carga e baterias para captar a energia da luz solar e transformá-la em energia renovável dentro de sua residência.

As placas solares são calculadas de acordo com a distribuição da sua casa. Este custo vai variar com cada necessidade e com cada local examinado. A produção de energia das placas varia de acordo com a luminosidade do local.

Hoje, calculando que o consumo médio de uma casa é de 250 kwh mês, você irá gastar em média R$ 20 mil reais na compra de todo material necessário para a instalação das placas e de seus componentes.

 

Fonte: Imóvel Web

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com