Notícias Decoração Interna

Anuncie aqui

Decoração e bem-estar: como promover a qualidade de vida dentro de casa

A decoração de ambientes é um assunto que interessa muita gente.

Decoração e bem-estar: como promover a qualidade de vida dentro de casa

A decoração de ambientes é um assunto que interessa muita gente. Nos últimos anos, aliás, ela se tornou um tópico extremamente conhecido devido à popularização de plataformas on-line de compartilhamento de referências, tais como o Pinterest e o are.na. É bastante comum que profissionais, como designers e arquitetos, utilizem essas redes com fins profissionais.

No entanto, a decoração pode ir muito além de estética, reunindo sofisticação e conforto. Um ambiente harmônico e bem elaborado, efetivamente, pode promover a qualidade de vida dos moradores de uma casa. Por outro lado, escolhas erradas podem trazer algumas desvantagens.

Acerte nas cores

A escolha das cores é um importante fator para a construção de um ambiente confortável, seja em casa ou no trabalho. A coloração certa pode ampliar o local, deixá-lo mais iluminado e até proporcionar sensações específicas para cada cômodo da casa. Já fazer a escolha errada pode gerar sentimentos de tensão, estresse e até depressão.

Uma forma simples de construir um pensamento em torno disso é imaginar as paredes de sua casa como papéis em branco e as cores como ferramentas a serem utilizadas ao seu favor. Também é importante entender um pouco do poder cromático de cada uma delas.

Cores quentes, por exemplo, proporcionam uma sensação de vitalidade, energia e movimento. Dessa maneira, o vermelho, o amarelo e o alaranjado podem ser ótimas escolhas para ambientes como a cozinha e a varanda, mas não são as mais aconselhadas para locais de descanso e estudo, como o quarto e o escritório.

Nesse caso, escolher cores frias e mais claras, como o azul, o branco e o cinza, é mais aconselhado. Cores claras e, em especial o branco, também são as mais indicadas para ambientes naturalmente escuros. Isso porque elas refletem mais a luz que as cores fortes, que tendem a absorver a iluminação.

Mantenha os ambientes funcionais

Cada cômodo da casa tem uma função específica. Valorizar esse fato vai manter a organização do seu lar e, consequentemente, elevar a sensação de bem-estar. Mesmo quem tem casa pequena pode valer dessa dica.

Evite, por exemplo, estudar ou trabalhar no quarto. Apesar de, às vezes, parecer tentador e até mais cômodo estar ali com o seu computador, isso pode afetar profundamente o seu sono.

Isso porque o cérebro tende a associar a sua presença naquele ambiente com uma função de energia criativa e trabalho, exatamente o contrário do que o seu sono precisa. Em linhas gerais, apenas objetos do quarto devem estar ali. O mesmo vale para as outras partes da casa.

Outra forma de manter o ambiente funcional é evitar o acúmulo de objetos em uma mesma área dos cômodos. Além de atrapalhar a circulação de pessoas, isso pode bloquear a função de cada móvel.

Uma mesa de jantar muito próxima da parede ou do aparador, por exemplo, pode gerar uma refeição extremamente desconfortável. Sempre que possível, dê espaço entre os objetos para que eles possam desempenhar suas funções de maneira efetiva.

Traga a natureza para o seu lar

Sobretudo para quem vive em grandes centros urbanos, um pouco de natureza na casa modifica por completo a energia dos ambientes, e existem diversas formas de fazer com que isso aconteça. Uma delas é por meio da presença de plantas nas áreas internas.

Nesse caso, prefira as espécies que se dão bem em ambientes sem iluminação direta. Os cactos, a espada-de-são-jorge e a palmeira ráfia são alguns exemplos. Quem gosta de cristais e objetos feitos com materiais naturais também pode utilizá-los na hora de compor o lar.

Deixar a luz natural entrar em sua casa também é uma forma bastante simples de promover o bem-estar. Assim, escolha sempre cortinas que se abram por completo para que você possa receber o Sol dentro do seu lar em dias bonitos.

 

 

Fonte: Porto Gente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *