Notícias Áreas home 01

Anuncie aqui

Dicas essenciais para cuidar das áreas comuns do condomínio

As áreas comuns de qualquer condomínio precisam de atenção redobrada, principalmente quando chegam períodos de férias, como o recesso de julho e o final de ano.

Piscinas são mais utilizadas, jardins e elevadores têm maior circulação de pessoas, salões são mais utilizados etc.

É importante que todas as áreas comuns estejam em perfeita ordem. Por isso, enumeramos algumas dicas muito importantes que todo síndico ou administrador de condomínio deve valorizar.

Cuidado com piscinas

A manutenção da piscina abrange mais do que a limpeza. Uma atenção principal dever ser dada ao pH da água (pH é uma sigla para potencial hidrogeniônico e indica o grau de acidez ou alcalinidade da água). O controle desse índice é fundamental para manter a qualidade da água e aumentar a durabilidade dos equipamentos da piscina. O pH ideal para piscinas gira em torno de 7.0 a 7.2, pois é um valor próximo ao do pH lacrimal. Isso faz com que os banhistas não fiquem com os olhos irritados ou irritação na pele ao entrarem na água.

Outro item importante é o filtro. A adequada manutenção deste equipamento resulta na melhor qualidade, limpidez da água e resulta em economia dos produtos usados no tratamento químico. No inverso deve-se verificar a necessidade da substituição do elemento filtrante, ou seja, da areia especial que há no filtro.

Além disso, é importante educar moradores para que não usem excesso de produtos como protetores solares e maquiagem, pois podem sujar a água com mais rapidez.

Jardins

Cada tipo de planta precisa de um cuidado especial. É ideal contar com a orientação de paisagistas para obter detalhes particulares de cada tratamento. No entanto, siga algumas dessas dicas: quanto à rega, as plantas que ficam ao sol podem ser regadas até duas vezes por semana no início da manhã; quanto à manutenção, cuidado com a proliferação de ervas daninhas, a terra precisa ser adubada três a quatro vezes por ano, é preciso combater fungos e pragas com dedetização uma vez por mês, e a poda deve ser feita por profissional especializado. É muito importante verificar a existência de acúmulo de água parada, não só no jardim e vasos de plantas, mas em todo o condomínio, para evitar focos de aedes aegypti, o mosquito transmissor de dengue.

Elevadores

A boa convivência e educação na utilização de elevadores é fundamental quando o fluxo de utilização aumenta no período de férias. É preciso estimular o cumprimento das normas internas e sempre lembrar os condôminos das questões que envolvem o bom senso, como observar o limite de pessoas na cabine, não deixar crianças utilizarem o elevador sem a presença de adulto, não segurar as portas, não utilizar elevadores sociais portando cargas pesadas, transitar com animais de estimação somente pelo elevador de serviço, etc. Reforçar o bom uso do elevador divulgando comunicados e regras é uma boa alternativa para evitar problemas.

Salão de festas e churrasqueiras

Tanto um desses ambientes quanto o outro devem ter regras claras de higiene, período de utilização, quantidade permitida de pessoas, reservas e volume do som. Embora tudo isso conste nas regras do condomínio, reafirmar as regras no momento da reserva reduz a incidência de seus descumprimentos.

Quadras esportivas e academia

Os pisos de quadras (principalmente as que não forem cobertas) precisam ter manutenção periódica com impermeabilização para evitar infiltrações. A iluminação, que pode ser de LED para otimizar a eficiência energética, deve ser vistoriada frequentemente. Nas academias, verificar o funcionamento de equipamentos, a quantidade de pesos e a limpeza de colchonetes. Se a academia tiver sala para aulas ministradas por profissionais, atentar para odores, ventilação e situação dos aparelhos de ar condicionado.

Playground

O famoso parquinho merece uma atenção especial. A primeira recomendação é fixar as normas de utilização e horários de uso. Em seguida, estabelecer regras para manutenção preventiva, com vistorias periódicas da situação de cada brinquedo. Se houver defeito em algum brinquedo, inclusive ferrugem, o zelador deverá interditá-lo até que o problema seja resolvido. A higiene é fundamental, principalmente se o playground tiver caixas de areia. Estas devem ser esterilizadas com fórmulas atóxicas que descontaminam o solo, evitando surgimento de vermes, bactérias e fungos. Uma alternativa é a utilização de areia sintética feita de sílica. Independentemente da escolha do material, as caixas de areia devem ser sempre cobertas durante a noite.

Lixo

Descartar não é simplesmente jogar fora. Uma vez que em grande parte dos condomínios o descarte de lixo é feito em área comum, é importante desenvolver uma inteligência que começa da porta de cada apartamento para dentro. Estimular moradores a reciclarem contribui para a melhoria do ambiente interno e externo do condomínio e ainda pode ajudar a reduzir as taxas condominiais se um programa sustentável for utilizado. Você pode conferir o passo a passo para implantação da coleta seletiva em condomínio aqui. Mesmo se o condomínio não possuir uma política de sustentabilidade, todo material descartado, seja lixo ou não, precisa ser embalado corretamente para evitar acidentes e possível propagação de maus odores, insetos e roedores.

Independentemente da época, para que as áreas comuns sejam preservadas e bem utilizadas, o melhor a fazer é ter as normas de convivência e utilização bem definidas e constantemente divulgadas. Além disso, o estabelecimento de uma rotina de manutenção é fundamental. Se seu condomínio ainda não possui essa estrutura organizacional, siga as dicas acima para esboçar um primeiro manual. E se ainda tiver dúvidas, conte com uma administradora confiável para obter assessoria na operacionalização e automação das tarefas da gestão condominial.

 

Fonte: Graiche

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *