Notícias Colunistas Interna

Anuncie aqui

3 dicas para facilitar o planejamento das atividades operacionais do seu condomínio

Quando falamos em condomínio, já se tem uma noção prévia da existência de diversas atividades operacionais necessárias, as quais são parte fundamental para a boa gestão do síndico, seja ele morador ou profissional.

 

Porém, a gestão condominial não deve exclusivamente depender do síndico. É importante a participação e a colaboração dos condôminos, moradores e funcionários.

Entre as funções do síndico, as atividades de manutenção são básicas, pois além de envolver a segurança de todos, ainda valorizam o patrimônio.

O síndico é responsável não só por administrar a arrecadação da taxa condominial, mas também planejar as atividades cotidianas de forma objetiva e transparente.

Na prática, trata-se da elaboração de um plano de atividades operacionais, ou seja, uma lista/cronograma, podendo estes ser divididos em mensais, semestrais e anuais.

Com condomínios cada vez maiores e com mais inserção de serviços, o planejamento das atividades operacionais se torna essencial à gestão condominial.

Isso porque, com o planejamento em mãos, o síndico poderá realizar cada atividade dentro do orçamento e conforme a melhor época de execução.

Desse modo, o condomínio terá melhor fluxo de atividades e a gestão se torna eficaz, além de proporcionar maior conforto à coletividade.

Após a implantação do planejamento operacional é fundamental o síndico realizar melhorias, adequando a sua gestão cada vez mais ao perfil do condomínio que o elegeu.

Um bom período para a revisão do planejamento das atividades operacionais é o início do ano e, sempre que possível, com o apoio dos conselheiros para que a gestão possa fluir.

Também é necessário que o síndico informe os condôminos, moradores e funcionários sempre que houver alguma alteração no planejamento.

 

Vejamos 3 dicas para facilitar o planejamento das atividades operacionais do seu condomínio:

 

Preparar cronograma/plano de ação: é preciso que o síndico tenha em mãos as datas das principais manutenções/renovações, entre elas limpeza da caixa d´água, renovação seguro predial, recarga de extintores etc, pois assim também é possível programar adequadamente a previsão orçamentária condominial.

 

Áreas comuns e equipamentos: é adequado que o Síndico elabore uma pasta que contenha as informações de cada equipamento que o condomínio possui, bem como a sua localização em espaço comum, possibilitando uma melhor avaliação dos custos e também melhor período para a manutenção, por exemplo, dos elevadores, para-raios e lavagem de fachada.

 

Profissionais capacitados: o síndico deve sempre buscar profissionais capacitados e habilitados, garantindo que o serviço prestado seja eficiente e aumente a vida útil dos equipamentos e da própria edificação, o que impactará diretamente nos custos. Com planejamento também é possível pré-agendar serviços junto às empresas contratadas.

 

É natural que todas as construções se deteriorem ao longo dos anos, por isso é fundamental um olhar atento a todo e qualquer problema que aparecer.

Fazer uma gestão condominial eficiente e transparente deve ser prioridade de todo o síndico!

No entanto, sabemos que não é uma tarefa fácil, porém com a utilização de ferramentas adequadas é possível.

Logo, é dever do síndico adotar medidas compatíveis ao perfil do condomínio, possibilitando assim o gerenciamento das questões operacionais.

Ressalta-se que é inevitável delegar ou terceirizar algumas atividades operacionais para conseguir uma gestão mais ágil.

Imprevistos sempre irão acontecer, mas planejar o que for possível fará a rotina diária ser muito mais tranquila.

Os espaços comuns dos condomínios têm diversas peculiaridades a serem observadas pelo síndico.

Assim, é fundamental que síndico e condôminos estejam em contato a fim de buscar melhores alternativas para o lugar onde vivem.

Por isso são tão necessárias as campanhas de conscientização, uma vez que além de aproximar Síndicos e condôminos, diminuem os problemas e consequentemente os impactos sobre o orçamento.

Então, vamos começar logo a planejar as atividades operacionais do seu condomínio?

 

Escrito por:

SIMONE GONÇALVES
Advogada OAB/RS 74.437
Email:contato@simonegoncalves.com.br
www.simonegoncalves.com.br

Conheça nosso Blog e cadastre-se para receber gratuitamente conteúdos e atualizações. https://simonegoncalves.com.br/blog/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *