Notícias Áreas home 01

Anuncie aqui

Esquadrão da limpeza contra a Covid-19 nos condomínios

Condomínios da Grande Vitória têm feito serviços de desinfecção nas áreas comuns, em corredores e maçanetas dos prédios. Esquadrão da limpeza contra covid-19

Esquadrão da limpeza contra a Covid-19 nos condomínios

O combate ao novo coronavírus tem ganhado mais um aliado em condomínios da Grande Vitória. Além de restrições no uso de áreas comuns, orientação para o uso de máscara e novas regras de circulação, alguns prédios têm contratado esquadrão de limpeza.

Os serviços de desinfecção e sanitização de áreas comuns, maçanetas e corredores têm sido feitos de forma periódica durante a pandemia por alguns condomínios.

Um exemplo é um grupo de 15 síndicos de condomínios de Vila Velha, que se juntaram para contratar os serviços a cada 15 dias.

O síndico de um condomínio da Praia de Itaparica, Roberto Assumpção de Paula, contou que, após receber a informação de um morador com o vírus, resolveu realizar a desinfecção do prédio.

“Depois, conversei por mensagens com um grupo de vários síndicos e muitos se interessaram. Fechamos os 15 condomínios. É mais uma ajuda para evitar contaminações”, afirmou.

 

O diretor geral de uma empresa que oferta o serviço, Wesley Sodré Pereira, explicou que desde o início da pandemia a empresa resolveu se reinventar para ofertar o serviço de sanitização, com cursos e treinamentos para a equipe.

“Temos feito em média cerca de 50 aplicações por mês, sendo a maioria em condomínios. Alguns solicitam o serviço uma ou duas vezes por semana”.

 

Para o trabalho, eles utilizam o quaternário de amônio de 5ª geração, usado para desinfecção de superfícies.

O responsável técnico de outra empresa do ramo, Claudomiro Pio de Oliveira Junior, que também oferece o serviço de sanitização utilizando o quaternário de amônia de 5ª geração, ressaltou que o serviço é complementar ao trabalho de limpeza já realizada pelo condomínio.

“Essa é uma ferramenta a mais para ajudar a reduzir os riscos do contágio. Por isso, as demais medidas devem continuar a serem tomadas pelos moradores, como uso de máscara e de álcool”.

 

Ele explicou, ainda, que o produto é aplicado por equipamentos motorizados ou elétricos que produzem uma espécie de névoa. “É um produto com registro no Ministério da Saúde, não danifica os materiais e não tem a toxidade de outros produtos”.

Mesmo assim, ele revelou que os moradores devem se afastar da área durante a aplicação, já que o produto permanece por alguns minutos em suspensão.

Regras para áreas comuns

  • Com o novo coronavírus, muitos condomínios têm orientado moradores e funcionários a usarem máscara nas áreas comuns e elevadores.
  • Moradores também são orientados a não entrarem em um mesmo elevador caso sejam de apartamentos diferentes.
Área de lazer
  • Uso de área de lazer também ganhou novas regras.
  • Muitos prédios proibiram, inicialmente, a utilização de todos os equipamentos, como quadras esportivas, piscinas, churrasqueiras, academias e salões de festas.
Flexibilização
  • Desde o final de maio, no entanto, alguns condomínios já têm flexibilizado o uso de áreas de lazer, mas com regras e restrições.
  • Por exemplo, estipulam horário agendado para uso de academias por uma família de cada vez, limitam pessoas na piscina e orientam para evitar aglomerações nas áreas comuns.
Limpeza
  • Álcool em gel também tem sido disponibilizado em espaços como entradas e elevadores.
  • A limpeza de corredores e ÁLCOOL EM GEL também tem sido disponibilizado em espaços como entradas e elevadores.
  • A limpeza de corredores e áreas comuns foi reforçada por mais vezes por dia em alguns prédios, principalmente de maçanetas e corrimões.
  • Outros condomínios já passaram a contratar o serviço de empresas que oferecem desinfecção e sanitização dos ambientes comuns.

 

 

Fonte: Tribuna Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *