Notícias Manutenção Interna

Anuncie aqui

Manutenção das câmeras de segurança

Publicado em: 12 de outubro de 2021

Problemas nas próprias câmeras ou nos canais precisam ser investigados o quanto antes, pois no caso de uma emergência, quando você precisar do sistema, ele pode não funcionar.

 

Manutenção das câmeras de segurança

 

Ao entrar em um ambiente, é comum que as pessoas fiquem mais tranquilas ao perceber que há câmeras e alarmes instalados. No entanto, isso pode não passar de mera sensação, principalmente se a manutenção das câmeras de segurança não está em dia.

Esses equipamentos podem precisar de ajustes e até de reparos que, se não forem detectados antes que um evento aconteça, pode ocasionar muitos prejuízos.

 

Sinais podem alertar que as câmeras precisam de manutenção

As câmeras de segurança e outros componentes que fazem parte desse sistema podem sofrer avarias, como qualquer outro tipo de equipamento eletrônico.

E as razões para isso são várias, podendo ir desde a falta de cuidados na instalação, a problemas gerados por quedas de energias, ou logo após fortes chuvas com descargas atmosféricas.

Em algumas situações, os problemas são deflagrados pelas imagens das câmeras que começam a apresentar manchas e apagões. Em outros, podem surgir ruídos e interferências nesses aparelhos. Por isso, qualquer alteração deve ser investigada.

Quanto antes você puder informar a empresa responsável, mais rapidamente os reparos poderão ser realizados. Consequentemente, mais rápido o seu imóvel e as pessoas que convivem nesse espaço podem voltar a ficar protegidas.

 

Você pode antever os problemas para se precaver de prejuízos

De forma geral, quando ruídos e defeitos na imagem das câmeras são percebidos é porque algum problema já danificou, pelo menos, uma parte do sistema. E por se tratar de um conjunto, se não for corrigido em tempo, é bem provável que comece a comprometer outras áreas.

A boa notícia é que você pode se proteger. Conheça algumas táticas que podem ajudar a antever problemas antes que eles se instaurem no seu sistema de câmeras:

 

Teste o sistema com frequência

Faça testes, para verificar se as câmeras estão funcionando, e para asseguras a condição dos outros aparelhos.

Se você faz uso de aplicativos, também pode usar essa ferramenta para verificar as condições das imagens.

 

Mantenha os aparelhos longe da sujeira

A presença de poeira e até a ação de pequenos insetos podem danificar o desempenho dos equipamentos. Portanto, higienize-os com frequência.

 

Verifique se não há problemas de conexão

Verifique se todos os cabos estão devidamente conectados, a tensão dos aparelhos e o estado desses equipamentos. Se houver peças oxidadas, desgastes ou mau funcionamento os itens devem ser substituídos para evitar falhas.

 

Observe a instalação elétrica

Verifique também as condições da rede elétrica. Se ela não estiver adequada para garantir o bom funcionamento dos aparelhos, pode prejudicar a integridade da sua instalação.

 

Monitoramento de imagens

Você já conhece a importância dos serviços de monitoramento de imagens, não é mesmo? Pois saiba que ele também pode auxiliar na verificação de alguns problemas, como falhas de HD, de câmera, casos onde a câmera foi movida, e outros.

Claro que tudo vai depender dos equipamentos instalados, mas, bem orientado você tem tudo para acertar nessa compra.

Alguns modelos de DVR informam via SMS, E-mail, Buzzer, Pop-up na tela, anomalias nas imagens como:
  • Ocultação de imagem;
  • Perda de sinal de vídeo;
  • Imagem oscilando e outras.

Essas funcionalidades facilitam e muito a vida do usuário, que tem em mãos um sistema inteligente, e não vai perder o melhor, que é o sistema operando e funcionando.

 

Quando é hora de fazer a manutenção das câmeras de segurança?

Não existe uma resposta única para essa pergunta. Tudo vai depender de algumas variáveis.

De forma geral é recomendado que as manutenções preventivas sejam feitas em média de duas a quatro vezes ao ano, dependendo de onde o sistema está instalado.

Em regiões litorâneas, por exemplo, o tempo exigido entre uma manutenção e outra pode ser até menor. Há casos, inclusive, que as manutenções são recomendadas a cada 15 dias.

Por isso, é importante que você converse com a empresa que cuida da segurança do local para orientações sobre essas questões, e também para que faça os testes nos períodos indicados, avaliando as gravações e funcionalidades.

Mesmo tomando todos esses cuidados, é importante que você saiba que nenhum sistema é vitalício. Portanto, sempre que for identificado que algum componente está com defeito ou inoperante, será preciso repará-lo. Caso contrário, o dano pode ser agravado, colocando sua segurança em risco.

[conteúdo editado]

 

 

Fonte: Grupo Segura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *