Notícias Manutenção Interna

Anuncie aqui

Manutenção de elevadores em condomínios: mitos e verdades

Se você trabalha com condomínios há algum tempo, já deve ter ouvido falar que os elevadores são os principais vilões da conta de energia elétrica alta. Uma solução conhecida para esse problema é realizar a constante manutenção de elevadores. Mas será que isso realmente ajuda na economia? E como funciona a modernização de elevadores?

Vamos desvendar esses e outros mistérios nesse artigo sobre elevadores em condomínios. Confira:

Mito ou verdade?

Quando o assunto é elevadores em condomínios, existem algumas frases que são repetidas com frequência. Mas será que tudo o que é dito está correto? Descubra quais são os mitos e as verdades:

Elevadores em condomínio são os principais culpados pelo gasto de energia elétrica. Depende.Antigamente, os aparelhos de fato gastavam uma grande quantia de energia. Logo, isso tornava-os responsáveis por contas de luz caríssimas. Porém, hoje os elevadores são mais modernos e feitos com tecnologias que diminuem o custo mensal.

Manutenção de elevadores faz o condomínio economizar nos gastos com energia elétricaVerdade. Com manutenção eficiente, alguns condomínios relatam a economia entre 20% a 40% nas despesas com eletricidade.

Desligar um dos elevadores à noite gera economia. Mito. Se há apenas um elevador disponível para os moradores e você desligar o outro, ele acabará fazendo o trabalho de dois equipamentos. Nesses casos, não há economia de elevadores em condomínios. A prática também pode resultar em sobrecarga, com isso diminuindo a vida útil do aparelho.

Sensores de luz ajudam a economizar energia. Verdade. Luzes com sensores de presença nos elevadores podem oferecer uma diferença na conta de energia ao final do mês. Deste modo, a iluminação apenas funcionará quando alguém entrar no equipamento. A economia fica ainda maior se as lâmpadas utilizadas forem de LED.

Manutenção preventiva dos elevadores reduz gastos gerais. Verdade. Um elevador com tudo em ordem gasta menos luz do que um equipamento que precisa trabalhar mais devido a problemas. Aposte na manutenção e reforma de elevadores no condomínio. Elevadores devem passar por revisão mensal para conferir as partes não acessíveis do equipamento – como o poço, o topo da cabine e a máquina de tração. Assim é possível prever as futuras trocas de peças. Isso aumenta a vida útil do aparelho e ainda ajuda na previsão orçamentária do condomínio.

A manutenção deve ser feita pela mesma empresa que vendeu os elevadores ao condomínio. Mito. O condomínio tem liberdade para contratar o serviço de manutenção de quem quiser. Às vezes, trocar de fornecedor gera economia. Há casos em que o síndico consegue até 50% de redução de gastos ao contratar uma nova empresa. Porém, tome cuidado com empresas que cobram valores muito baratos! Pesquise sobre a empresa antes de fechar contrato.

Todo contrato de manutenção de elevadores precisa incluir os valores das peças de reposição. Mito. É possível fazer um contrato de manutenção básica. Nesses casos, não é cobrado o valor das peças, apenas da mão-de-obra. Desta forma, quando for necessário fazer alguma alteração, o condomínio fica responsável por pagar o custo extra ou comprar a peça diretamente com um fornecedor. É uma boa pedida para condomínios com elevadores mais novos, onde as chances de problemas são menores.

Qualquer empresa está apta para fazer a manutenção de elevadores em condomínios. Mito. As prestadoras de serviço devem ser regulamentadas e ter concessão dada pela prefeitura e pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Além disso, precisam contar com, ao menos, um engenheiro responsável.

 

Antes de fechar negócio, confira se o estabelecimento faz parte da relação de empresas aprovadas pela cidade. Geralmente essa informação é disponibilizada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (ou semelhante) do município. Você também pode conferir a lista de empresas aprovadas pela Prefeitura de São Paulo neste link.

Outras dúvidas comuns entre síndicos:

Quanto custa fazer manutenção de elevadores em condomínios?

Em suma, a manutenção de elevadores em condomínio tem preço médio de R$ 480 a R$ 700 mensais por equipamento. Todavia, esse valor não inclui os valores das peças de reposição. Ao adicionar o preço das peças, é comum cobrar entre R$ 1.100 e R$ 1.400 mil por elevador.

Os valores podem variar de acordo com o tamanho, o tempo de existência dos aparelhos, da infraestrutura do condomínio e o município em questão.

Custos de modernizar os elevadores do condomínio

elevadores em condominio

Muitos síndicos se perguntam quanto custa modernizar um elevador. Pode-se dizer que o preço da modernização de elevadores varia bastante. Em média, o valor fica entre R$ 30 mil a R$ 160 mil por aparelhagem. Se o condomínio conta com vários equipamentos, a modernização de elevadores pode custar quase R$ 1 milhão.

Apesar dos altos valores, o condomínio se beneficia com segurança e redução do custo mensal com energia elétrica. Além disso, o condomínio economiza com gastos de trocas de peças ou reformas emergenciais.

É importante destacar que modernização de elevadores é diferente de embelezamento de elevadores. Modernizar significa trocar peças para melhorar o funcionamento do elevador. Embelezar é dar um trato estético no elevador, fazer uma modernização estética. Em outras palavras, isso envolve modificar portas, espelho, botões, iluminação, entre outros itens aparentes.

Desta forma, modernizar os elevadores não significa se livrar das manutenções preventivas. As revisões se mantém por questões de segurança, mas as chances de os equipamentos precisarem de reformas se tornam menores.


Quando fazer a modernização de elevadores

É recomendável investir na modernização de elevadores do condomínio quando:

  • Os elevadores começam a dar problemas com frequência;
  • As trocas de peças se tornam constantes e cada vez mais caras;
  • Há dificuldade de encontrar peças de reposição no mercado;
  • O equipamento produz um grande consumo de energia;
  • Os componentes do elevador não contam com proteção contra variações na rede elétrica;
  • Há desnível constante entre os andares e a cabine;
  • Os barulhos se tornam mais altos do que o normal;
  • O elevador não conta com sistemas de segurança atualizados;
  • O condomínio precisa passar por adaptações de acessibilidade;
  • Os elevadores apresentam infestação de cupins.

Assim sendo, especialistas recomendam que o condomínio aposte na modernização caso ocorram mais de seis casos de interrupções no serviço dos elevadores no período de um ano.

Vantagens de modernizar os elevadores

 

elevador de condomínio

 

Modernização de elevadores é algo que pode custar caro para o condomínio. Consequentemente, é importante que o síndico tenha claro quais são as vantagens desse procedimento. Confira as principais vantagens de modernizar os elevadores:

Redução de despesas: elevadores modernos gastam menos do que aparelhos antigos. Assim, a conta de energia elétrica fica mais barata e os gastos com troca de peças são reduzidos.

Mais segurança para todos: prezar pela segurança deve estar acima da vontade de economizar. Modernizar os elevadores reduz os riscos de falhas, interrupções e acidentes.

Viagens de elevador mais agradáveis: sem desníveis entre o aparelho e o andar, sem trancos e ruídos desagradáveis.

Valorização do patrimônio: investir em equipamentos novos acaba valorizando o imóvel.

Melhorar a acessibilidade do condomínio: elevadores com problemas prejudicam a rotina dos idosos e de pessoas com mobilidade reduzida.

Contribuir para o meio ambiente: sustentabilidade é uma das palavras-chave do momento. Novos elevadores ajudam a diminuir o consumo elétrico, reduzindo a emissão de dióxido de carbono (CO²).

Apesar de manutenção e modernização de elevadores em condomínios parecerem assuntos muito técnicos, não há nada que não possa ser aprendido.

 

Fonte: Blog Towsq


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *