Notícias Decoração Interna

Anuncie aqui

Plafons: o que são e como podem ser usados na iluminação de casa

Publicado em: 8 de setembro de 2021

Um projeto de iluminação pode fazer toda a diferença na decoração da casa, tornando cada ambiente mais bonito, aconchegante e especial.

 

Plafons: o que são e como podem ser usados na iluminação de casa

 

E os plafons são peças de iluminação que conquistaram o gosto dos brasileiros por serem versáteis e práticos. Eles podem se inserir nas categorias decorativa ou técnica, além de contar com opções de luz direta e indireta e de efeitos mais focados ou difusos. Saiba como utilizar os plafons na iluminação da casa.

A escolha dos plafons passa pelo tipo, seja de embutir ou de sobrepor, a depender do tipo de obra, orçamento e resultado que deseja. “O primeiro deve ser inserido no teto, de forma total ou parcial. Por ter essa aplicação que exige o corte da superfície, normalmente é utilizado quando existe um forro rebaixado, em especial os de gesso. Por isso, sua aplicação é um pouco mais cara e difícil pois requer um trabalho maior em comparação ao modelo de sobrepor. Porém, como resultado, há um visual mais clean e com menos obstruções visuais”, explica Gabriela Yokota, especialista de Design e Tendência da Yamamura.

Já os plafons de sobrepor têm aplicação mais simples, mas tem limitações. “Eles apenas exigem a ligação dos fios e a fixação da luminária no teto. Isso evita trabalhos de recortes e acabamentos, permitindo que a peça possa ser utilizada diretamente na estrutura da laje. Sua aplicação é mais fácil, mas normalmente fica limitada aos pontos de luz já previstos em projetos. Também possui maior obstrução do campo de visão do que a versão embutida, o que dificulta a combinação entre iluminação com o restante da decoração”, ressalta Gabriela.

Outra questão a ser avaliada é a temperatura, se quente ou fria, e o tipo de luz, se direta ou indireta e focada ou difusa.

“Para ambientes sociais ou dormitórios, os decorativos com luz quente (2700K a 3000K) e indireta são mais indicados, por causa da sensação de aconchego. Já para áreas de maior concentração, como cozinhas e lavanderias, a indicação é pelos plafons técnicos com luzes neutras ou mais frias (acima de 4000K), possivelmente com iluminação mais direta”, detalha.

Os plafons são financeiramente acessíveis por ter uma ampla gama de modelos. A escolha vai determinar o valor a ser investido. “Entre os mais caros estão os decorativos para áreas de destaque, como exemplo salas de jantas e halls de entrada, com peças em cristal e vidro, além de acabamento mais refinado”, exemplifica.

 

 

Fonte: Zap Imóveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *