Notícias Manutenção Interna

Anuncie aqui

Portões automáticos em condomínios: quais os cuidados?

Publicado em: 27 de junho de 2022

Não importa qual o tipo de portão que seu condomínio tem, se é pivotante, basculante ou deslizante, qualquer um deles requer muita atenção e manutenção preventiva.

 

Talvez o condômino não tenha noção de quantas vezes o portão abre e fecha durante o dia e até mesmo à noite. Podemos dizer que os portões de condomínio é o que mais trabalha e se não tiver os cuidados necessários e a manutenção preventiva em dia, os portões não aguenta e quebra.  A boa conservação e a manutenção preventiva em dia, além de garantir a segurança dos condôminos, evita sem dúvida dor de cabeça para o síndico, pois cada vez que o portão falha ou quebra o síndico tem que explicar para diversos moradores o problema que ocorreu e isso é um desgaste que pode ser evitado.

O portão automático surgiu para dar mais rapidez e autonomia para o morador entrar e sair do condomínio, seja com um sensor no carro, controle, dispositivo de senha ou até mesmo biometria – qualquer um desses sistemas pode acionar o portão para que ele abra e após a passagem do veículo, o mesmo se fecha – sem que o condômino saia de seu carro ou que algum funcionário saia de seu posto de trabalho para efetuar essa função.

Cuidados e manutenção

Alguns cuidados devem ser observados na compra ou troca dos portões e um dos maiores causadores de problemas para o uso do equipamento é o subdimensionamento do motor. Pode ocorrer de ter sido entregue pela construtora de maneira errada, por isso é importante que o motor seja compatível com o portão e sua frequência de uso. O motor deve ter potência de acordo com o seu peso e que seus ciclos de abertura e fechamento por hora, também estejam compatíveis com o uso do condomínio.

A manutenção preventiva é fundamental para que a vida útil do portão se prolongue e o síndico deve contratar uma boa empresa de manutenção de portões para uma preventiva mensal e orientar o zelador para que toda as partes moveis, tais como roldanas, cabo de aço, correntes, dobradiças, etc sejam mantidas limpas, isentas de ferrugem, lubrificadas e engraxadas.

Com esses pequenos cuidados o síndico evita o desgaste com morador, dor de cabeça para todos e gastos extraordinários.

 

 

Fonte: Inovathi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *