Notícias Dia Interna

Anuncie aqui

Praticidade motiva idosos a buscar um novo imóvel

Facilitar a rotina e evitar grandes deslocamentos são alguns fatores que orientam a mudança na terceira idade

 

Praticidade motiva idosos a buscar um novo imóvel

 

Para muitas pessoas, a idade vem acompanhada de algumas novas perspectivas e necessidades. Geralmente com os filhos fora de casa, indivíduos que chegaram à terceira idade podem começar a repensar a atual moradia para adequá-la a um novo estilo de vida: com mais tempo para o lazer e uma demanda crescente por praticidade.

Esse é o caso de Carlos Vitor Morilla dos Santos, de 68 anos. Pai de dois filhos e com um neto, ele optou por sair de um apartamento maior na região norte de Curitiba para morar no empreendimento Hyde Park, lançado pela Invespark em 2008, no Centro. Ele executou um projeto com móveis planejados, buscando otimizar o espaço interno do apartamento. “É maravilhoso morar no centro e tão perto de vários serviços, que me permitem realizar algumas atividades rotineiras a pé”, disse. Ele afirma que o dia a dia prático de um apartamento menor faz com que encontre tempo para cozinhar para si mesmo, um hábito que não fazia parte de sua rotina anterior.

Palavra do especialista

“Antes da terceira idade é comum que as pessoas morem em casas e apartamentos maiores. Geralmente são pessoas que não vivem sozinhas e têm tempo e disposição para cuidar do imóvel e dar a ele toda a manutenção que naturalmente exige. Mas com o passar do tempo, passam a reavaliar o tipo de moradia, principalmente quando se leva em conta condições de saúde e a nova configuração familiar”, analisa o diretor de incorporações da Invespark, Eduardo Quiza.

Segundo ele, para fazer uma boa escolha, alguns pontos são fundamentais, tais como: priorizar boa localização – de preferência em uma região com comércio variado, boa acessibilidade e bem servida pelo transporte público; imóveis menores, mas com disposição inteligente e infraestrutura completa de lazer e compatível as primeiras necessidades dos moradores.

Deovana Madureira Cavali, de 75 anos, há quase três anos optou por investir parte de suas economias em um novo imóvel. Ela conta que, a princípio, a intenção era adquiri-lo como investidora, já que possuía experiência com locação de outros imóveis próprios. Com o passar do tempo, entretanto, passou a avaliar a possibilidade de se mudar para o imóvel novo, comprado no edifício Le Parc, lançado pela Invespark em 2007 na região Centro-Batel. “Saí de um apartamento de 112 metros quadrados para um de 45 e foi uma das melhores decisões que poderia tomar na terceira idade”, analisa Deovana.

As diferenças foram sentidas em especial na manutenção do imóvel. Mãe de cinco filhos e avó de oito netos, Deovana diz ter mais tempo para si mesma, além de estar mais perto de algumas atividades de lazer que gosta, como shopping e cinema. “Também estou próxima de farmácias, panificadoras e supermercados, e conto com a infraestrutura do edifício, que me oferece piscina e academia, entre outras ótimas opções de lazer”, coloca.

 

Fonte: Maxpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *