Notícias Manutenção Interna

Anuncie aqui

Reformar apartamento alugado: 5 cuidados que você precisa ter

Você alugou um apartamento, mas ele não está bem do seu jeito. Então, você pretende fazer algumas mudanças. Saiba que reformar apartamento alugado exige alguns cuidados.Não é qualquer reforma que pode ser feita de acordo com sua vontade. No caso de imóvel alugado, a reforma de apartamento deve passar pela aprovação do locador e ficar dentro do que ele permitir.

 

Reformar apartamento alugado: 5 cuidados que você precisa ter

 

1. Reforma de apartamento alugado só com permissão

 

Qualquer reforma em apartamento deve levar em conta a estrutura do condomínio. Nada de sair quebrando parede sob o risco de comprometer alguma viga de sustentação, instalação hidráulica ou elétrica.

 

Além de levar em conta esta estrutura, a permissão do dono do apartamento também é necessária quando você é inquilino e quer fazer alguma reforma.

 

Em geral, o locatário tem direito à reformas e benfeitorias no apartamento, desde que tenha o expresso consentimento do locador.

 

2. Contrato: Tudo combinado!

 

Diante disto, é recomendável que ao alugar um apartamento, antes mesmo de fechar o contrato, você verifique todas as melhorias e reformas que deseja fazer e peça autorização ao dono do apartamento. O ideal, inclusive, é que estas reformas sejam mencionadas em contrato.

Uma vistoria antes de mudar para o apartamento também é aconselhável. Este é o momento de verificar possíveis danos ou defeitos na estrutura, problemas hidráulicos, elétricos, de esgoto ou outras imperfeições que venham a comprometer o seu conforto. A reforma ou consertos deste tipo são de responsabilidade do locador.

Resolvidas estas questões, você já está liberado para deixar o apartamento com a sua cara por meio de algumas reformas. Vamos ver o que pode e o que não pode?

 

3. Reforma de Apartamento: O que pode?
 – Pintar as paredes

 

Esta é uma mudança que dá a sensação de propriedade para quem ocupa o apartamento. Afinal, é um toque todo seu. Muitos contratos preveem, no entanto, que o apartamento seja entregue de volta ao senhorio pintado de branco.

 

 – Mudanças nos banheiros

 

Você pode instalar aquela ducha que mais gosta ou trocar o assento sanitário para um mais confortável.

Dica: guarde os acessórios que estão no apartamento. Quando devolver o imóvel, você pode retirar o que é seu e instalar novamente o que já estava.

 

 – Forrar paredes

 

Além da pintura, outra forma de dar cara nova às paredes de forma fácil, é instalar espelhos, colar papel de parede ou adesivo. Tenha em mente que quando for devolver o apartamento, suas paredes devem ser deixadas como você recebeu.

 – Quadros, cortinas e prateleiras

 

Se você conseguir fixar com algum tipo de prendedor adesivo, ótimo. Do contrário, quando esses acessórios forem retirados, você deverá fechar os furos deixados pelos parafusos.

 

 – Limpeza

 

Muitas vezes só uma boa limpeza já faz uma grande diferença, no caso de rejuntes e revestimentos muito desgastados ou encardidos. Vale pensar na possibilidade de trocar. Na dúvida, consulte o proprietário.

 

4. O que não pode?

 

Como já mencionamos, algumas reformas só podem ser realizadas com a autorização do proprietário e, muitas vezes, até com a permissão de um engenheiro. Isso porque elas alteram a estrutura do apartamento.

 – Derrubar parede

 

Dependendo do tempo em que você vai ficar no apartamento é melhor avaliar se realmente vale a pena fazer esta obra. Além disso, é importante saber de que maneira a parede foi construída e se não comporta nenhuma viga estrutural que possa comprometer a segurança da construção. É essencial que este tipo de reforma tenha o acompanhamento de um profissional.

 

 – Trocar piso ou azulejo

 

Muitas vezes o revestimento que está no apartamento realmente não agrada. Antes de trocar tudo, avalie o investimento e veja se o dono do apartamento concorda.

Uma solução utilizada por muitos inquilinos para dar cara nova àqueles antigos azulejos de cozinha é a aplicação de papel do tipo contact sobre eles. Dá uma cara nova ao ambiente e pode ser retirado depois, para entregar o apartamento como foi locado.

Outro cuidado a ser tomado é quanto ao transtorno de possível mudança de tubulação.

No momento de avaliar o que reformar, note se não há vazamentos ou infiltrações e, em caso positivo, discuta com o proprietário uma solução definitiva como a apresentada pela Fibersals, por exemplo. Com 15 anos de garantia, trata-se de uma impermeabilização que é aplicada diretamente sobre o piso existente, formando um novo piso, já com acabamento. Sem transtorno, sem quebrar e sem entulho.

 

5. Reformar tudo: Compensa?

 

Você fez um acordo com o locador e ele concordou que você reforme tudo o que quiser no apartamento. Mas será que realmente vale a pena? Pense no investimento e no trabalho que terá. Mais um detalhe que precisa ser lembrado: reformas podem guardar surpresas desagradáveis que elevam o custo da obra.

Com bom senso e boa conversa – inclusive detalhando quem arca com os custos de cada item – certamente você conseguirá tornar o apartamento alugado em um lar pra lá de confortável!

 

fonte: fibersals.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com