Notícias Segurança Interna 01

Anuncie aqui

Saiba quais são os tipos de cercas elétricas para condomínios

Em tempos de criminalidade crescente nas cidades grandes e também no interior, a prevenção ainda é a melhor saída para proteger nossas famílias. E alguns tipos de cercas elétricas estão entre os equipamentos mais utilizados e mais eficazes para a proteção do perímetro de condomínios, residências e imóveis comerciais.

 

cercas elétricas para condomínios

 

Comparadas com outros dispositivos, seu custo de instalação é baixo e não exige manutenção constante. Por isso, têm se mostrado uma opção econômica para garantir a segurança dos moradores. Atualmente existem diversos tipos de cercas, de diferentes marcas e modelos.

 

Como funcionam as cercas elétricas

Apesar do grande leque de opções no mercado, o funcionamento dos diferentes tipos de cercas elétricas é similar. O processo é simples: uma central de choque emite um pulso que vai percorrer todo o circuito do sistema por meio do fio de aço inox e retornará para a central de choque. Se alguém tentar pular o muro do seu condomínio e encostar na cerca, esse pulso não retornará à central, e um alerta será gerado, por sirene ou por outro dispositivo.

Esse pulso tem uma tensão elétrica de 8.000 a 12.000 volts, não sendo suficiente para levar à morte os seres humanos nem os animais. A meta é funcionar somente como inibidor, repelindo a ação do ladrão cuja presença foi detectada.

As leis para a sua utilização

Os componentes das cercas são: central eletrificadora, haste de aterramento, cabo de alta-tensão, hastes de fixação, isoladores, fio de aço inoxidável, bateria, sirene e placas de aviso. As placas são obrigatórias, segundo normas da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE).

Também existem normas para a altura da cerca. Se, por exemplo, não houver uma barreira de proteção entre a cerca e um pedestre na calçada, a altura deve ser de, no mínimo 1,5 metro. Pesquise as regras na sua cidade, pois cada município pode adotar as determinações que considerar pertinentes sobre o assunto.

Tipos de cercas elétricas

Atualmente, o mercado de segurança para imóveis conta com dois tipos diferentes de cercas elétricas: a convencional e a concertina.

Cerca elétrica convencional

É o tipo mais comum utilizado nos dias de hoje. A cerca elétrica convencional é feita basicamente de hastes verticais ligadas por fios de aço inox. Possui apresentação discreta, não interferindo muito nas fachadas dos edifícios e residências. Possui dispositivo de alarme.

Cerca elétrica concertina

Esse modelo possui arame farpado de alta-tensão de ruptura. Tem formato espiralado e conta com lâminas cortantes. Concilia a barreira de proteção com o alarme, potencializando a segurança. Por outro lado, o visual é mais agressivo.

Independentemente do tipo de cerca elétrica que você escolher, é fundamental ter em mente que, para garantir de fato a segurança do condomínio e evitar dores de cabeça, é muito importante contratar uma empresa especializada para executar a instalação. Além disso, o profissional deve seguir à risca o manual de instruções e os equipamentos utilizados devem ser de qualidade. Dessa forma, você terá o sono tranquilo e a certeza de que cumpriu bem sua responsabilidade como síndico.

E você? Qual sistema de segurança utiliza no seu condomínio? Está satisfeito com a eficiência dele? Deixe um comentário aqui embaixo, contando pra gente!

 

 

Fonte: Condlink


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *