Notícias Dia Interna

Anuncie aqui

Tendência: Novas procuras por moradias específicas em condomínios

Uma nova tendência está para tomar conta dos condomínios.
Tendência: Novas procuras por moradias específicas em condomínios

Mais conhecida como área verde, esse ambiente tem ganhado espaço nas varandas, janelas e sacadas dos apartamentos e casas dos condomínios, e essa novidade só tem aumentado durante o período de pandemia da nova corona vírus.

Se analisar, nos anos anteriores, estava acontecendo justamente o contrário, as áreas verdes estavam perdendo espaços para as construções, perdendo até mesmo a sua importância. Mas as mudanças mais significativas têm ganhado força.

Se antes a procura por apartamentos mais compactos, condomínios simples, sem muitas áreas verdes e espaços de lazer, hoje as coisas parecem estar diferentes. Talvez com o fato das pessoas estarem em isolamento social, ou terem ficado bastante em caso durante a pandemia, fez com que pensassem melhor a respeito da comodidade e do conforto em casa.

Esse desejo por lugares maiores e mais confortáveis trouxe também a vontade por ambientes sustentáveis, ligados ao meio ambiente, e assim aumentou a procura e as mudanças das varandas com áreas verdes e agradáveis.

Por mais ruim que pareça, foi preciso uma revolução causada por um vírus para que as pessoas voltassem a se preocupar com o meio ambiente, com os cuidados com a higiene e dessem mais atenção à saúde.

Especialistas acreditam que isso só reforçou o retorno de uma forma mais tradicional de moradia, sem colocar o foco somente na vida ‘compartilhada’ e corriqueira. Durante o isolamento as áreas compartilhadas estiveram fechadas, e os ambientes que ganharam espaço foram os ambientes abertos, que corria vento e também podia receber a luz do sol.

Já dentro das unidades, os ambientes que mais se destacaram foram os ambientes calmos, que transmitiam tranquilidade, para que pudesse haver concentração por parte de quem precisava trabalhar no estilo ‘home office’, ou estudantes que foram obrigados a assistir aulas online.

Partindo desse princípio, algumas famílias até se mudaram em pleno período de pandemia. Família que antes optou por morar em condomínios bem localizados, em áreas centrais, se viram no dilema, pois durante a pandemia a calmaria de áreas mais afastadas seria muito mais benéfica para as pessoas que precisaram ficar em isolamento social.

Os condomínios que possuem mais áreas verdes, com mais espaços de lazer tem sido a grande sacada da vez. Se antes já era notado por seus benefícios, hoje, após esse susto da Covid-19, fez com que muitos brasileiros repensassem seu modo de morar, e buscasse mais lazer e conforto dentro de casa, ou muito próximo dela.

Impacto

Após meses fechados, convivendo mais com seus familiares, sem muitas opções, fizeram com que as pessoas dessem mais valor a certos tipos de ambientes, lazer, e principalmente no tamanho e na qualidade da moradia. Isso conta desde a harmonização, a ventilação natural, o conforto, a iluminação, tudo que pudesse proporcionar um melhor bem-estar à todos.

Segundo uma pesquisa feira recentemente pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em parceria com a Brainn Inteligência Estratégica, 15% dos entrevistados relataram que o isolamento social interferiu no estilo de imóvel que desejava, sendo que destes, 19% responderam que não aceitariam comprar um imóvel que não possuísse varanda ou sacada.

Já nos edifícios comerciais a procura tem sido menor, talvez por conta dos possíveis reflexos e redução de espaço. Mesmo sendo cedo para tirar conclusão, a especulação é que muitas empresas viram durante a pandemia que é possível manter seus funcionários trabalhando no estilo ‘home office’, assim tendo uma economia bem grande com estrutura.

E todo esse cenário acaba deixando os síndicos e funcionários mais atentos, diante do aumento de pessoas circulando nos condomínios.

 

Fonte: Síndico Legal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *