Notícias Áreas home 01

Anuncie aqui

Vigilância em saúde orienta condomínios residenciais para evitar Covid-19

Covisa divulga guia para orientar como proteger moradores do contágio pelo coronavírus, evitando aglomerações e motivando a que todos permaneçam em casa

 

Vigilância em Saúde orienta condomínios residenciais para evitar Covid-19

 

No atual cenário de pandemia, ainda sem vacina para prevenção da Covid-19, o desafio está na consciência coletiva. As medidas como a quarentena, o isolamento impactam positivamente, conforme se tem observado, na redução da velocidade de transmissão do vírus.

Enquanto isso, a saúde pública se prepara para atender à demanda de pacientes que chegam nas unidades de atendimento e as pesquisas seguem em busca da cura e da vacina que poderá imunizar a população contra a doença respiratória.

A contribuição que a população pode dar é ficar em casa, ajudar a não esgotar os serviços de saúde com uma grande demanda de atendimento. Nos condomínios, a Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) orienta a essas condutas:

Áreas de lazer:

Fechar todas as áreas de convívio como, academia, piscina, playgrounds e salão de festas

Áreas comuns:

• Disponibilizar álcool gel 70% nas áreas comuns
• Evitar aglomeração nas áreas comuns
• Manter os condôminos atualizados das prevenções, com cartazes e avisos
• Não entrar em elevadores cheios
• Evitar conversas nos elevadores
• Manter distância de no mínimo 1m entre as pessoas

Prestadores de serviço:

• Orientar condôminos a dispensar temporariamente diaristas e empregadas domésticas
• Suspender todas as obras, seja nos apartamentos, ou nas áreas externas do condomínio

Isolamento domiciliar:

• Divulgar aos moradores orientações sobre a necessidade de pessoas com sintomas respiratórios, permanecerem em isolamento domiciliar por 14 dias, contados da data de início dos sintomas
• Divulgar a importância de não fazer reuniões familiares, ou com amigos, além das pessoas que moram juntas.

Notificar condomínio:
• Deve-se notificar o condomínio caso haja suspeitas, ou casos confirmados no entre os condôminos.
• Caso haja confirmação de quadros de Covid-19 deve-se manter em sigilo a identidade da pessoa.

 

 

Fonte: capital.sp.gov.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *