Publicado em 7 de janeiro de 2019

Qual a responsabilidade do condomínio no conserto das prumadas de água ou esgoto?

Qual a responsabilidade do condomínio no conserto das prumadas? Em geral, a tubulação vertical é responsabilidade do condomínio.

Em geral, a tubulação vertical é responsabilidade do condomínio. Se, para realizar a manutenção, for preciso entrar na unidade e os responsáveis pela obra precisarem danificar a parede e a pintura internas, mesmo que o morador não tenha dado causa, o condomínio deve restituir a área em suas condições originais. No caso de haver vazamento e ser necessária a quebra da parede ou do piso de determinada unidade autônoma para efetuar o reparo da coluna, o condomínio também deverá devolver o imóvel nas mesmas condições em que o recebeu dos ocupantes do local.

 

Foto: Habitissimo

 

Na hipótese de o material de revestimento original não mais existir por ser produto fora de linha – ocorrência muito comum em se tratando de azulejos ou cerâmica –, o condomínio deverá buscar produto disponível no mercado que seja o mais parecido (no que se refere ao aspecto de cor, tonalidade, marca e qualidade), para eximir-se de sua responsabilidade e finalizar o reparo feito.

Essa obrigação abrange os materiais e revestimentos que guardarem harmonia com o padrão existente nas demais unidades do condomínio.

É bom ressaltar que o condomínio não se responsabilizará por refazer uma parede com outro revestimento, limitando-se ao dever de entregar o local (ou o valor correspondente em dinheiro) no padrão do prédio. Se a tubulação for horizontal, a responsabilidade normalmente recai sobre o morador.

No caso de reparos que levem a algum tipo de intervenção que danifique a parede do hall do andar, por exemplo, o morador deve devolver este ambiente da forma como se encontrava anteriormente. No entanto, é importante checar o contrato de locação. O ideal é que esta obrigação esteja discriminada no papel que garante direitos e deveres de ambas as partes.

HUBERT GEBARA É ENGENHEIRO, VICE-PRESIDENTE DE ADMINISTRAÇÃO IMOBILIÁRIA E CONDOMÍNIOS DO SINDICATO DA HABITAÇÃO DE SÃO PAULO (SECOVI-SP) E DIRETOR DO GRUPO HUBERT

 

Fonte: Estadão

Assine a newsletter do Viva e receba
notícias como esta no seu e-mail

    Comente essa postagem

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

    Seu comentário será moderado pelo Viva o Condomínio e publicado após sua aprovação.

    Rafael

    Há 1033 dias

    Em condomínios onde a água é compartilhada eu imagino que seja somente um cano para os aptos e não esse esquema de prumada com individualização de canos para cada unidade. Nesse caso, se o cano comunitário estiver ruim, a responsabilidade para trocar é do condomínio, certo?

    Viva O Condomínio

    Há 1032 dias

    Prezado Rafael, é uma pergunta bem técnica, recomendo consultar um engenheiro e também possibilitar que o mesmo visite o local para uma melhor apuração. Att Dr. Fernando Zito

    DENISE

    Há 1390 dias

    E se o morador reformou o banheiro e mexeu na parte hidráulica?

    Viva O Condomínio

    Há 1386 dias

    Prezada Sra. Denise, Inicialmente cabe lembrar que antes de iniciar qualquer obra o responsável pela unidade deve entregar uma cópia do projeto para o síndico. Se essa alteração da parte hidráulica causar prejuízo o responsável pela unidade arcará com o prejuízo. Att Dr. Fernando Zito ZMR ADVOGADOS

    eduardo

    Há 1527 dias

    no caso de um morador provocar um furo no tubo de queda (prumada vertical) a responsabilidade ainda é do condominio? obrigado Eduardo

    Viva O Condomínio

    Há 1428 dias

    Prezado Eduardo. Se tiver como provar que o furo foi cometido pelo morador este deverá responsabilizado. Att Dr. Fernando Zito